Moradores e veranistas promovem manifestação contra a poluição das praias

0
900

Desde 2014, Ilhabela não tinha todas as suas dezenove praias monitoradas pela Cetesb(Companha Ambiental do Estado de São Paulo) classificadas como impróprias para banho.

Na última quarta(30), a Cetesb classificou todas as 19 praias da ilha como impróprias. Tudo indica, que as fortes chuvas que atingiram a região, colaboraram com o aumento da poluição nas praias. A falta de saneamento básico também. Segundo a Sabesp, Ilhabela tem apenas 52% de suas moradias atendidas pela coleta e tratamento do esgoto.

Manifestação
A divulgação do monitoramento da Cetesb ontem indicando que todas as praias de Ilhabela estão impróprias, deixou moradores, veranistas e turistas preocupados. O Movimento Bandeira Verde, criado, recentemente, para cobrar providências das autoridades locais e estaduais agilidade nas obras de saneamento básico na ilha e o fim da poluição nas praias, está convocando a população para uma manifestação, no sábado, dia 2, às 18h30, na Praia do Itaquanduba. Durante a manifestação será feita a coleta de assinaturas da petição que será encaminhada ao prefeito Márcio Tenório e ao Ministério Público local cobrando urgência nas obras de saneamento na ilha.

Histórico
Não é a primeira vez que Ilhabela tem todas as suas praias, monitoradas pela Cetesb, classificadas como impróprias. Em 2014, em três ocasiões, todas as praias da ilha, se apresentaram como impróprias para banho.

Naquele ano, em 16 de fevereiro e nos dias 2 e 8 de março, a Cetesb classificou todas as praias como poluídas. No ano de 2015, a cidade teve onze das 19 praias, classificadas como impróprias, nos dias 8 e 15 de março.
Em 2016, o número máximo de praias impróprias foram seis, no dia 21 de agosto. Em 2017, foram sete praias consideradas inadequadas, no dia 31 de dezembro. No ano passado, em duas ocasiões, 16 das 19 praias foram classificadas como poluídas, nos dias 20 de agosto e no dia 18 de novembro. Em 2019, no dia 6 de janeiro, 18 das 19 praias estiveram poluídas; no dia 13 de janeiro, 11 praias foram classificadas como impróprias; e, no dia 20 de janeiro, 12 das 19 praias estiveram poluídas.

Força tarefa
A força-tarefa irá fiscalizar, monitorar e tomar todas as medidas legais para coibir lançamentos clandestinos de esgotos, principalmente em localidades onde não exista ainda sistema público de coleta e tratamento, locais estes onde o tratamento e disposição dos esgotos de acordo com a lei são de responsabilidade dos proprietários de imóveis residenciais e comerciais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui