Prainha Branca: descubra um refúgio rodeado pela natureza no reduto caiçara do Guararu

0
85
Entrada do paraiso

O acesso para a Prainha Branca é por trilha, cerca de 30 minutos

Uma praia no litoral sul, mas com cara de litoral norte. Mar bravo e limpo. Poucas barracas; Areia branca e macia. O acesso, só por trilha. Ou por mar. Aos arredores, somente mata atlântica bem conservada. Um riacho que encontra o mar, uma vila de caiçaras e um clima alto-astral. Assim é a Prainha Branca, um dos últimos redutos caiçaras situado na reserva ambiental da Serra do Guararu, no Guarujá.

O acesso por uma trilha bem sinalizada na divisa com Bertioga é a porta da entrada desse pequeno paraíso do litoral sul. Nesta praia, a natureza dá o tom. A vila habitada por cerca de 350 habitantes ainda preserva costumes e tradições caiçaras, como as pequenas casas em meio à natureza, as festas, o clima pé na areia e a simplicidade. Apesar de pertencer ao município do Guarujá, a Prainha Branca fica na divisa com Bertioga, na saída da balsa.

O que encontrar
Para quem conhece a Prainha Branca há mais tempo sabe que ela já não guarda aquele aspecto selvagem de antigamente. Ficou mais conhecida, mais explorada pelo turismo. Há campings por todos os lados, suítes para alugar, pequenas e baratas pousadas por todas as partes. Nos feriados prolongados fica bem cheia. Centenas de pessoas que disputam um lugar ao sol ou à sombra.

O que predomina neste refúgio escondido é a simplicidade, das casas, das pessoas, o jeito roots, bicho-grilo, muitos surfistas, jovens tatuados, o reggae nas barracas, o açaí e o PF. Mas aos poucos, as famílias também foram chegando, há espaço para casais, crianças e aqueles não tão jovens. Tudo junto e misturado. Várias tribos convivendo em harmonia. Só não há espaço para pessoas não curtem esta simplicidade. Aí o tipo de praia tem que ser outra.

O lugar é simples, dá para ir com crianças, bebês, desde que a família já esteja acostumada a caminhar com ambientes com infraestrutura mais simples

As famílias com crianças preferem tomar banho nas águas mornas do pequeno riacho do lado esquerdo. Fazem a festa e atiram água para todos os lados. Se a maré estiver baixa, aproveite para conhecer a ilha em frente.

A entrada é ao lado da Balsa Guarujá-Bertioga que da acesso
ao Recanto dos Rosas, família tradicional caiçara da Praia Branca,
o nascer do sol abençoa as manhãs deste lindo paraíso.
Aloha.

São apenas 1350 metros de extensão, ondas fortes do lado esquerdo e mar calmo do lado direito, mas parece uma ilha devido a sua localização isolada. Não quer enfrentar muitos quilômetros para ir a uma praia bonita e cercada pela natureza? Então seu lugar é aqui, a apenas 116 km da Capital.

Aproveite para conhecer a Praia Preta e Camburi. O acesso é por trilha saindo da Prainha Branca, cerca de 300 metros até a Praia Preta e 800 metros até Camburi. Também tem uma cachoeira por ali. Para poder chegar lá se informe-se com os nativos da Branca. Aproveite o Verão !

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui