Prefeitura de Ilhabela visita Gramadotur para implantação de agência de desenvolvimento econômico e turismo na cidade

0
12

A equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo de Ilhabela foi ao Rio Grande do Sul, na semana passada, para uma visita técnica à Gramadotur, amplamente reconhecida no Brasil por seus resultados. A iniciativa faz parte do Plano Plurianual (PPA), com o objetivo de conhecer o funcionamento daquela autarquia para a futura implantação de uma agência de desenvolvimento no arquipélgago que permita parcerias entre o Poder Público e a iniciativa privada para a gestão de equipamentos turísticos.
A Gramadotur é uma Autarquia de Turismo e Cultura, encarregada da organização de grandes eventos produzidos pelo município. Fomenta a participação da comunidade nas ações para o desenvolvimento do turismo e também desenvolve talentos como dança, teatro, canto, entre outros, como contrapartida social. Dentre as ações que realiza, os mais conhecidos são “Natal Luz” e “Festival de Cinema de Gramado”.
As visitas foram às cidades de Gramado e Canela. A equipe realizou seis reuniões: duas com a Gramadotur, com o presidente do Conselho de Administração, Josiano Schimitt, e sua diretora de Eventos, Iara Sartori; uma com o presidente da Agência de Desenvolvimento Turístico “Visão”, Pedro Andreis, além de outros participantes; outra com o gerente executivo da “Gramado, Canela Convention & Visitors Bureau”, Luciano Gonçalves, e uma com cada secretário de Turismo de ambos os destinos, Luiz Kraieski (secretário interino de Gramado) e Ângelo Sanches (secretário de Canela).
O diretor de Planejamento e Fomento, Luciano Meneghetti, explica ser esta a segunda visita a um destino turístico bem estruturado. A primeira ocorreu no ano passado, em Foz do Iguaçu (RS). O propósito dessas visitas técnicas é entender as estratégias para bons resultados, compreender seu funcionamento e estudar o grau de relacionamento entre os entes público e privado para a consolidação da atividade. “É importante compreender a quantidade de variáveis dos destinos reconhecidos e seus pesos, uma vez que geram resultados bastante efetivos do ponto de vista turístico. Apesar de termos encontros rápidos, nós construímos pontes com destinos que são referências no Brasil. E começamos relacionamentos com os melhores exemplos de turismo para a consolidação do nosso destino Ilhabela”.
Outro objetivo da visita foi conhecer quais foram as dificuldades e sucessos das entidades.
“Isso é uma ação de benchmark, observar as melhores iniciativas para reproduzir aqui também. Uma técnica usada pra se espelhar e aprender sobre os notáveis exemplos”, explicou o gestor de projetos da Secretaria, Aurélio Rufo
A Prefeitura prevê vários atrativos e novos equipamentos para Ilhabela, como a implantação da Marina Pública, Ecoparque e Parque das Cachoeiras, que após criados não deverão gerar custos para o município, sendo sustentáveis financeiramente. Por isso a intenção é incluir a iniciativa privada para gerir esses equipamentos, e reverter benefícios para a cidade.
“Queremos criar uma agência de desenvolvimento em Ilhabela, com gestão tripartite, sociedade civil, Poder Executivo e empresariado, para que no futuro a ação do turismo seja sustentável e não dependa mais do Poder Público para ser gerido. Esta é a ideia”, destacou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico do Turismo, Ricardo Fazzini.
O prefeito Márcio Tenório explica que o arquipélago tem, no setor turístico, suas únicas atividades econômicas. “É de extrema importância ter consciência que os royalties um dia irão acabar, por isso é preciso foco no turismo sustentável. Temos investido na estruturação do setor como produto e na infraestrutura da cidade, mas será a agência quem irá administrar nossos feitos com sustentabilidade, desonerando o Município”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui